Insuficiência Cardíaca: Uma verdadeira pandemia

A data de 09 de Julho celebra o Dia Nacional de Alerta da Insuficiência Cardíaca

Estimativa até 2030 é de 34 milhões de pessoas no mundo com a doença / Foto: Reprodução Instagram Cediba

Tiago Ferreira

A insuficiência cardíaca (IC) pode ocorrer quando o coração não consegue bombear sangue adequadamente para suprir a necessidade dos órgãos e tecidos do corpo Humano. Estima-se que 26 milhões de pessoas no mundo tem IC, com projeção em 2030 acima de 8 milhões de pessoas acometidas.

A causa da IC é diversa e pode variar em termos de prevalência dependendo da região considerada. No Brasil, as cinco principais causas relacionadas à IC são: cardiopatia isquêmica, hipertensão arterial, valvulopatias, cardiomiopatia tóxica associada ao uso de quimioterápicos e doença de Chagas. São também considerados fatores de risco para o aparecimento de IC a diabetes, a obesidade, o tabagismo, infecções virais, exposição à toxinas e o consumo excessivo de álcool.

Os sinais e sintomas da IC incluem o cansaço para grandes esforços, falta de ar, inchaço e tosse. Ao longo do tempo, os sintomas podem evoluir para o cansaço a realizar pequenos esforços; como comer ou escovar os dentes, e o surgimento de inchaços espalhados pelo corpo.

Para identificar a IC, o médico pode solicitar diversos exames, como sangue, Raio-X do peito (para avaliar o coração e os pulmões), eletrocardiograma, ecocardiograma, Holter 24h, teste ergométrico, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ou mesmo um cateterismo cardíaco.

O tratamento pode incluir a ingestão limitada de sal e de líquidos, bem como o uso de medicamentos com prescrição. Em alguns casos, pode ser implantado um cardiodesfibrilador ou marca-passo. Em situações avançadas pode ser necessário o transplante do coração.

Atente-se aos sinais do seu corpo. Quando apresentar estes sintomas, procure um cardiologista para diagnosticar e iniciar precocemente o seu tratamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *